Buscar
  • Tendência Energia

Durante apagão, cidade do Amapá garante energia por meio de fonte solar

O apagão no Amapá impactou cerca de 782 mil pessoas e deixou 13 dos 16 municípios sem energia elétrica. Entre as cidades que não foram afetadas está Laranjal do Jari. Isso porque as comunidades da região foram abastecidas a partir de um sistema de energia solar instalado pela SS Solar, em parceria com a SMA Solar.

O projeto, desenvolvido em fevereiro deste ano, é responsável por levar energia elétrica a 146 famílias ribeirinhas que foram removidas da Comunidade de São Francisco do Iratapuru, em Monte Dourado, em prol da construção da UHE (Usina Hidrelétrica) Santo Antônio do Jari.

Na época, a EDP, concessionária responsável pela construção da UHE, criou quatro vilas com toda a infraestrutura necessária e se mobilizou para fornecer eletricidade para as famílias. No entanto, o fornecimento não foi eficaz por conta da dificuldade do acesso às comunidades, sendo inviável a manutenção dos geradores a diesel.

Como solução, a SS Solar instalou um sistema fotovoltaico com armazenamento de energia. Atualmente, as famílias consomem 760 kWh/dia e graças ao sistema que gera e armazena energia gerada pela fonte fotovoltaica, Laranjal do Jari foi uma das poucas cidades que não foram afetadas pelo apagão no estado do Amapá.


Segundo Cátia Stoyan, CEO da SS Solar, um projeto como esse pode beneficiar muitas outras comunidades em áreas remotas por todo o país. "A iniciativa ajudou 146 famílias no município e é um exemplo de sistema de geração de energia solar com armazenamento em baterias, pois a instalação é completamente autônoma”, destacou.

“Além disso, essa tipologia de projeto é muito importante e complementa à matriz energética, pois proporciona flexibilidade no uso da energia elétrica e ajuda a evitar sobrecarga na rede, já que são menos pessoas conectadas”, disse Cátia.

Segundo Pedro Alvez, country manager da SMA Brasil, a demanda por sistemas de armazenamento de energia para superar este desafio está em crescimento e contribuirão para a estabilidade do fornecimento de energia no Brasil, como já vem acontecendo em todo o mundo.


"Os sistemas de armazenamento de energia podem ser usados em diferentes aplicações, podendo melhorar a estabilidade da rede, aproveitar a geração fotovoltaica para carregar as baterias ao longo do dia e ainda fornecer energia nos momentos de pico de demanda. Para este tipo de aplicação, a segurança é maior na rede de distribuição, pois diminui incidência de apagões como o que está acontecendo no estado do Amapá”, completou Alvez.


Fonte: https://www.canalsolar.com.br/noticias/item/1218-durante-apagao-cidade-do-amapa-garante-energia-por-meio-de-fonte-solar?tmpl=component&print=1

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo