Buscar
  • Tendência Energia

Governo vai usar energia solar em prédios públicos

O prédio da Escola de Governo, localizado no Centro Administrativo em Natal, receberá energia solar para diminuir os gastos com energia elétrica e atenuar os impactos ambientais, já que o sistema é sustentável. A estrutura será implementada em uma área de aproximadamente 1.500 metros quadrados e terá capacidade para produzir 268 kilowatts por mês.


Os gastos iniciais apresentados no projeto de instalação giravam em torno de R$ 950 mil, mas ao final da análise feita pela empresa responsável, Avançar Construções e Incorporações Eireli, esse valor caiu para cerca de R$ 932 mil. Segundo a secretária de Administração do Estado, Maria Virginia Ferreira, o serviço será feito com verba do Fundo de Desenvolvimento de Sistema de Pessoal (Fundespe), que é proveniente da arrecadação feita pela própria Escola de Governo.

O projeto é pioneiro na administração pública do estado. A secretária ainda comenta que a escolha para iniciar pela Escola de Governo foi feita não só por ser um simbolismo, já que o prédio recebe diversas atividades educativas e eventos oficiais do governo estadual, mas também por ser o local com o maior gasto de energia do Centro Administrativo.

A ordem de serviço já foi apresentada e todo o material adquirido. O secretário de Infraestrutura do Estado, Gustavo Coelho, explicou que a empresa responsável pela implementação do sistema junto a Secretaria de Infraestrutura está nos últimos ajustes de planejamento para iniciar a obra que tem previsão para acontecer até o final deste mês.

O secretário também falou sobre a importância dessa obra para a diminuição dos gastos com energia elétrica. “As contas vão cair consideravelmente. Só a Escola de Governo gasta mais de R$ 100 mil por mês com energia elétrica, porém com a instalação da energia solar, esses valores serão quase nulos, porque as placas são suficientes para atender todo o prédio. O valor gasto será apenas com a taxa calculada pela Cosern, que é um valor mínimo comparado ao que é gasto atualmente”, diz.

A previsão é que a mudança seja implementada em todos os prédios do Centro Administrativo, o que vai trazer autossuficiência ao espaço. O secretário Gustavo Coelho diz que o projeto para a implementação de energia fotovoltaica em outras instalações do Centro Administrativo, como é o caso da Secretaria de Infraestrutura, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Administração Penitenciária, Governadoria e estacionamento da Secretaria de Tributação, já foi apresentado ao Governo Cidadão.

A verba para essa ampliação vem através de empréstimo do Banco Mundial, porém eles aguardam resultado da análise feita pelo Governo Cidadão, para a aquisição dos valores para a obra. A perspectiva é que essa ampliação aconteça até o final do ano e que outros espaços também sejam contemplados posteriormente.

Outro ponto positivo da energia fotovoltaica é que ela traz retorno financeiro. “O investimento é alto, mas o retorno financeiro que teremos vai nos proporcionar verbas para serem usadas em diversos setores que vão beneficiar a população norte-riograndense. Nós esperamos que esse retorno chegue entre 8 e 10 meses após a implementação e funcionamento do sistema”, finaliza o secretário de infraestrutura.


Fonte: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/governo-vai-usar-energia-solar-em-pra-dios-paoblicos/520160

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Distribuidora Techlux tem experiência no fornecimento de equipamentos fotovoltaicos a empresas vencedoras de licitações Empresas de instalações que atuam no setor solar podem aproveitar as oportunidad