Buscar
  • Tendência Energia

Investimento no setor solar já é uma realidade no Exército Brasileiro

Instalação de sistemas fotovoltaicos geram economia e melhores condições de trabalho para os militares


O Exército Brasileiro vem investindo cada vez mais na instalação de painéis solares em unidades da corporação que se encontram em localidades remotas do país e que não possuem 100% de acesso à rede elétrica.

Na semana passada, o Parque Regional de Manutenção da 12ª Região Militar, em Manaus (AM), foi palco de um treinamento que capacitou 12 militares para instalação de módulos fotovoltaicos.

A ação teve como objetivo especializar integrantes das organizações militares do CMA (Comando Militar da Amazônia) na montagem e manutenção de equipamentos que serão instalados nos PEF (Pelotões Especiais de Fronteira) das Brigadas de Infantaria de Selva.

Com isso, a medida vai proporcionar mais conforto aos militares, que não têm acesso à energia elétrica e que dependem de micro usinas e geradores para suprir suas necessidades. Ao todo, o sistema fotovoltaico possui seis painéis solares, quatro baterias e um inversor de 2 KW.

No futuro, os militares residentes nos PEF também serão treinados sobre a manutenção dos painéis solares. Segundo o Exército, novos sistemas também serão instalados, em breve, em outras localidades, como no 2º PEF, em Querari (AM); no 6º PEF, em Pari Cachoeira (AM); e no 4º PEF, em Surucucu (RO).

Outras ações

Em fevereiro deste ano, o Exército também inaugurou uma planta de energia fotovoltaica no 5º PEF (Pelotão Especial de Fronteira), no município de Auaris (RO). A usina trouxe mais estabilidade para a corporação, que antes dependia do transporte aéreo de óleo diesel para o abastecimento dos seus geradores.

O projeto foi elaborado pelo 6º BEC (Batalhão de Engenharia de Construção), com acoplamento à corrente alternada, por meio de um sistema modularizado de armazenamento de energia, com 198 kW de potência instalada e capacidade de armazenamento de 248,4 kWh. A inauguração foi realizada no dia 2 de fevereiro durante uma solenidade.

No ano passado, outras unidades solares também foram instaladas em áreas militares. O 1º Grupamento de Engenharia, por exemplo, instalou um sistema de energia fotovoltaica em suas dependências visando o fornecimento de energia contínua e redução de custos com eletricidade.

Ao todo, foram 777 painéis solares instalados, que proporcionam hoje uma redução estimada de 54% no consumo mensal de energia do grupamento e de 33% na conta de luz. De acordo com o Exército, isso representa, em média, uma economia de R$ 180 mil por ano, com um payback – previsão de retorno do investimento – em até cinco anos.

Programa sustentável

Em maio de 2019, o Exército Brasileiro deu um passo importante para a valorização das energias renováveis dentro da corporação, com o lançamento do programa “EB Sustentável” – iniciativa criada para atender à demanda sustentável da entidade, em especial nas obras em áreas militares.

Na apresentação do projeto, que aconteceu no Quartel-General do Exército, em Brasília (DF), o General Claudio Coscia Moura destacou a importância da iniciativa. “Esse lançamento representa um marco para nossa instituição, pois estrutura ações voltadas para o desenvolvimento sustentável nas construções militares”, disse ele.


Fonte: https://canalsolar.com.br/investimento-no-setor-solar-ja-e-uma-realidade-no-exercito-brasileiro/

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo