Buscar
  • Tendência Energia

Usinas fotovoltaicas da Casal entram em fase final de implantação em Coruripe e Penedo

Deve entrar em operação até o final desse mês a miniusina fotovoltaica de produção de energia solar contratada pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) que está situada em Penedo. A unidade segue em fase final de instalação de equipamentos e, nessa sexta-feira, 13 de agosto, foi visitada pelos diretores da Companhia e pelo secretário de Estado da Infraestrutura.

A outra miniusina, instalada em Coruripe e que também foi visitada, precisa de mais 30 ou 40 dias para ficar pronta. Apesar do prefixo mini, as duas possuem números grandiosos. Cada uma delas tem, por exemplo, 8 mil placas fotovoltaicas e ocupa uma área de 50 mil metros quadrados. O investimento estimado, em cada usina, foi de R$ 15 milhões.

Isso significa que somadas elas possuem 16 mil placas, ocupam 100 mil metros quadrados e custaram cerca de R$ 30 milhões a uma empresa privada, a Central Energética Fotovoltaica de Alagoas (Cesol).

A produção de energia será de, em média, 7 Mega Watt, toda destinada ao consumo das unidades e estações de baixa tensão da Companhia por um período de 20 anos, conforme contrato de locação já assinado entre Casal e Cesol, tendo como modelo de contratação “on gride” com a concessionária Equatorial Alagoas. Ou seja, a Companhia continua na rede da Equatorial, mas terá o desconto em virtude da energia contratada dessas usinas e que será jogada na rede da Equatorial.

“A Casal está aderindo a um modelo de eficiência energética. Esse é o passo inicial para sair da dependência da energia produzida por meios convencionais. Vamos usar uma energia limpa e renovável. O experimento feito a partir daqui vai nos dar subsídios para obtermos também, no futuro, energia de origem fotovoltaica para nossas unidades de consumo de alta tensão”, explicou o presidente da Casal, Clécio Falcão, durante as visitas dessa sexta-feira (13).

“Parabenizo a Casal pela visão empreendedora ao investir em energia limpa e renovável. Esse é o futuro”, ressaltou o secretário Maurício Quintella, durante a visita. “A produção de energia dessas duas usinas equivalerá ao consumo médio de 10 mil residências. De fato, ela será usada pela Equatorial para abastecer as famílias das cidades de Coruripe e Penedo, já que será disponibilizada na rede, e a Casal, por sua vez, terá o desconto por esse crédito em relação ao seu consumo em todas as cidades onde atua”, detalhou o vice-presidente Corporativo, Victor Vigolvino.

Já o vice-presidente de Engenharia da Companhia, Geraldo Leão, destacou a nova modelagem da empresa ao aderir à produção de energia fotovoltaica, que é limpa e renovável. O sócio-proprietário da Cesol, Marcos Miranda, por sua vez, enfatizou que esse é o primeiro projeto de grande escala em Alagoas para produção de energia solar.

“Encontramos na Casal um corpo técnico capaz e focado nesse tipo de iniciativa. Vamos atender por 20 anos todo o consumo de baixa tensão da Companhia”, disse Miranda.

Também participaram da visita o superintende Técnico da Casal, Thales Cabral, o gerente de Manutenção Eletromecânica, Rafael Rodriguez, o gerente de Eficiência Energética, Mauro Azevedo, e técnicos da Equatorial Alagoas.


Fonte: http://www.aquiacontece.com.br/noticia/negocios-economia/14/08/2021/usinas-fotovoltaicas-da-casal-entram-em-fase-final-de-implantacao-em-coruripe-e-penedo/167603

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O prédio da Escola de Governo, localizado no Centro Administrativo em Natal, receberá energia solar para diminuir os gastos com energia elétrica e atenuar os impactos ambientais, já que o sistema é su